1º Dezembro - Dia da Restauração da independência

30-11-2022
1º Dezembro - Dia da Restauração da independência

No próximo dia 1 de Dezembro, comemoram-se 382 anos da Restauração da Independência, obra do glorioso e unânime esforço de todos os portugueses que, não só nesse 1º de Dezembro de 1640 mas ao longo de 28 anos, redimiram Portugal com o seu sangue e sacrifício. Esta data reveste-se de especial significado para o Grupo dos Amigos de Olivença pois relembra a abnegada luta de toda a população oliventina que durante essa guerra, numa praça de fronteira, defendeu intrépida e repetidamente a integridade territorial de Portugal.

Em 1640, Olivença, recebendo com júbilo a notícia da Restauração, foi das primeiras povoações a aclamar D. João IV como seu legítimo soberano, saudando a liberdade conquistada, logo no dia 5 de Dezembro. De novo e como sempre, os oliventinos fizeram respeitar a divisa que lhe fora outorgada pelos Reis de Portugal: NOBRE, LEAL E NOTÁVEL VILA DE OLIVENÇA.

Ocupada militarmente por Espanha em 1801 e mantida sob o seu domínio, Olivença não pode hoje viver, com os demais portugueses, a sua Portugalidade. Numa altura em que os Órgãos de Soberania e os responsáveis políticos, a par de uma justificada indignação, vem manifestando solidariedade para com a Ucrânia face à invasão do seu território por parte da vizinha Rússia que, ao arrepio dos Tratados e apoiada no seu maior poderio militar, atenta contra a paz e integridade territorial da Ucrânia, não se pode deixar de estranhar que se mantenham em silêncio perante a ocupação estrangeira de uma parcela significativa do seu território, também ela baseada no uso de força militar por parte de uma nação vizinha, também em clara violação territorial e contrária aos Tratados firmados.

Não é lógico nem admissível prosseguir na tentativa de minorar ou subalternizar esta questão. Uma política de boa vizinhança entre os dois Estados não pode ser construída sobre equívocos, ressentimentos e factos (mal) consumados. A hierarquia dos interesses em presença não se satisfaz com a artificial menorização da usurpação de Olivença.

O Grupo dos Amigos de Olivença, instituição que o Estado Português declarou de utilidade pública, que desenvolve a sua actividade na defesa da unidade nacional, na salvaguarda da integridade territorial de Portugal e na afirmação da soberania portuguesa, denunciando em todas as circunstâncias a ocupação estrangeira daquela parcela do território nacional, participará, como sempre, nas comemorações nacionais do Dia da Restauração. O 1.º de Dezembro, marco decisivo em quase nove séculos de história, prestando homenagem e depondo uma coroa de flores na base do monumento aos Restauradores.

Assim como os oliventinos não esquecem Portugal, também Portugal não esquece e não pode esquecer Olivença. A ocupação de Olivença por Espanha, em violação da História, da Cultura, da Moral e do Direito, permanece como ofensa indigna e actual que exige de todos os portugueses e, em particular, dos Órgãos de Soberania e dos responsáveis políticos, uma actuação mais decidida na sustentação dos interesses e direitos nacionais, interpretando e conduzindo o nosso presente, criando e defendendo as condições de afirmação constante e permanente da identidade e independência de Portugal.

Viva Olivença Portuguesa!
VIVA PORTUGAL!

Voltar
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização Está a usar um navegador desatualizado. Por favor, atualize o seu navegador para melhorar a sua experiência de navegação.